Anta da Cunha Baixa



Localiza-se numa área de vale aberto, a escassas dezenas de metros do Rio Castelo, freguesia da Cunha Baixa. Monumento funerário em granito, composto por uma câmara poligonal tendencialmente retangular e corredor longo diferenciado em planta e alçado. A escavação do interior da Câmara revelou a existência de um lajeado - placas de granito pouco espessas - correspondendo ao primitivo piso de posicional funerário.

À entrada da câmara, acentuando a separação entre este espaço e o corredor, preservou-se um pequeno pilar. O montículo artificial que primitivamente o envolveria (mamoa), terá sido destruído ao longo dos tempos face ao aproveitamento agrícola do local.

O espólio das suas deposições primárias, indica uma ocupação em torno do último quartel do IV milénio a.C., tendo sido posteriormente reutilizado ao longo do III milénio.

Foi classificada Monumento Nacional em 1910.