Real Mosteiro de Santa Maria de Maceira Dão



Fundado no séc. XII por D. Soeiro e seus companheiros, inicialmente obediente à Regra de S. Bento, cedo abraçaram seus monges a regra de Cister tornando-se obedientes a Alcobaça.

O favor das gentes e o patrocínio dos reis que o tornaram, pela sua proteção, um Real Mosteiro, trouxeram o crescimento da casa e seus bens.

Distinguem-se as seguintes partes na sua arquitetura: a torre medieval levantada entre os séculos XII-XV com os seus três pisos de adega e celeiro, hoje relativamente bem conservada; as edificações monásticas do séc. XVIII que tinham no piso térreo o claustro com fonte, a sala do capítulo, o refeitório, a cozinha, a adega, etc. e no piso superior os aposentos do Abade, a biblioteca, a enfermaria e as celas; a Igreja de Nossa Sra. da Assunção (séc. XVIII) apresenta uma singular frontaria em tronco de cilindro com as armas reais sobre a entrada.

Ao lado, ergue-se a torre sineira. O corpo da igreja tem uma forma elíptica, com abóbada de tijolo. As portas fecharam-se em 1834.