Castro do Bom Sucesso



Localiza-se no Monte da Senhora do Bom Sucesso, a cerca de 765 metros de altitude, na freguesia de Chãs de Tavares.

Desde há muito que são conhecidos vestígios arqueológicos neste monte. Em 1917, Leite de Vasconcelos publica algumas observações acerca do local como sejam “(...) oitenta a cem casas retangulares que formam ruas (...)" e refere ainda o aparecimento de telhas de rebordo e um fragmento cerâmico com decoração tipo Baiões - Santa Luzia Vanconcelos, 1917: 116). Mais tarde, José Coelho relata o achado de dois machados de talão, em bronze, que surgiram debaixo de um penedo.

Ao longo dos tempos, diversos historiadores e arqueólogos têm referenciado o aparecimento de centenas de fragmentos cerâmicos, pesos, contas de colar, escória, etc. Povoado com vestígios de estruturas habitacionais e defensiva, onde existe um troço de via lageado possivelmente de fundação romana, bem como uma ermida em honra de Nossa Senhora do Bom Sucesso. Apresenta várias fases de ocupação, atribuíveis pelo menos à Idade do Bronze, Ferro, Romano e Medieval. Foi classificado como Monumento Nacional em dezembro de 1997.