Palácio dos Condes de Anadia



É obra dos fidalgos Pais do Amaral que a partir do séc. XVIII se tornam a família de relevo em Mangualde. É Simão Pais do Amaral quem ultima a parte arquitetónica do edifício.

Levantada ao longo de boa parte do séc. XVIII nos terrenos da grande cerca contígua, apresenta o palácio quatro fachadas todas dignas. Magnífico, o interior desta mansão, estando revestida de excelente azulejaria e mobiliário característico da época. A capela de S. Bernardo, anexa ao palácio, na face norte, vinda do séc. XVII, sofreu alterações em 1683, 1790, 1812 e 1819 conservando hoje o seu retábulo primitivo com um S. Bernardo pintado por W. Machado.

Foi classificado Imóvel de Interesse Público através do Dec. 95/78, Diário da República 210, de 12 de Setembro.